La Pecera no Brasil

Jorge Hoffmann Wolff  ou Joca Wolff, 1965. Possui graduação em Filosofia (1993), mestrado em Teoria Literária (1997) e doutorado em Teoria Literária (2002) pela Universidade Federal de Santa Catarina. É professor adjunto de Literatura Brasileira da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Teoria Literária e Literatura Brasileira, atuando principalmente nos seguintes temas: crítica cultural, crítica literária e teoria da modernidade. É membro do Núcleo de Estudos Literários e Culturais (NELIC) e do Núcleo Juan Carlos Onetti de Estudos Literários Latino-americanos, ambos da UFSC.

Alberto Bresciani nasceu no Rio de Janeiro. Vive em Brasília. É autor de Incompleto movimento (José Olympio Editora, 2011), Sem passagem para Barcelona (José Olympio Editora, 2015, finalista do prêmio APCA de Literatura - Poesia de 2015), Fundamentos de ventilação e apneia (Editora Patuá, 2019) e Hidroavião (Editora Patuá, 2020). Integra, entre outras, as antologias Outras ruminações (Dobra editorial, 2014), Hiperconexões (Editora Patuá, 2014), Pássaro liberto (Scortecci Editora, 2015), Pessoa – Littérature brésilienne contemporaine (Revista Pessoa, édition spéciale – Salon du Livre de Paris, 2015) e Escriptonita (Editora Patuá, 2016). Tem poemas publicados em portais, blogs e sítios da internet e em revistas e jornais impressos.

Gustavo Melo Czekster é formado em Direito pela PUC-RS, mestre em Letras (Literatura Comparada) pela UFRGS e doutorando em Escrita Criativa pela PUC-RS. É palestrante de temas ligados à literatura, resenhista de sites e ministrante de oficinas literárias. É escritor, autor de dois livros de contos: “O homem despedaçado” (2013) e “Não há amanhã” (2017). Com o segundo livro, foi vencedor do prêmio Açorianos 2017 (categoria Contos), do prêmio AGES de Literatura (categoria Contos e categoria Livro do Ano) e do prêmio Minuano de Literatura (categoria Contos), tendo sido finalista do Prêmio Jabuti 2018 (categoria Contos).

“O eterno expresso” foi um dos contos vencedores do 1º Concurso de Contos Brasil-Itália, organizado pelo Comitato degli stranieri all'Estero de São Paulo,em 2016.  A autora conquistou o Prêmio Sesc de Literatura com seu romance de estreia "As netas da Ema" (Record, 2005). Seus contos foram reunidos na coletânea “Harém”, publicada pela Patuá (2016) e atualmente disponível na plataforma Kindle (Amazon). Publicou seu segundo romance em 2019, “Para você nunca se esquecer de mim” (Kindle/Amazon). Nasceu e vive na cidade de São Paulo (SP). Site: www.eugeniazerbini.com

Cinthia Kriemler é carioca e mora em Brasília. Autora, pela Editora Patuá, de O sêmen do rinoceronte branco (Contos, 2020); Tudo que morde pede socorro (Romance, 2019);  Exercício de leitura de mulheres loucas (Poesia, 2018); Todos os abismos convidam para um mergulho (Romance, 2017), finalista do Prêmio São Paulo de Literatura de 2018; Na escuridão não existe cor-de-rosa (Contos, 2015), semifinalista do Prêmio Oceanos 2016; Sob os escombros (Contos, 2014); e Do todo que me cerca (Crônicas, 2012). Participa de antologias de contos e de poesia. Tem textos e poemas publicados em diversas revistas eletrônicas.

Se em “Tradução das manhãs” e “O livro das mãos” (vencedores em 2014 e 2018 do Prêmio Glória de Sant’Anna 2018) Gisela Gracias Ramos Rosa já vinha pronunciando o seu rigor formal e a economia de meios como recursos para sua pulsação poética, em “A pedra e o corpo” a autora radicaliza seu estilete, ao conformar uma obra ainda mais burilada e reduzida ao essencial, naquilo que ela persegue desde sempre: a comunicação plena sem rodeios verbais ou adereços de qualquer espécie.

Carlos Eduardo Pereira nasceu no Rio de Janeiro, em 1973. Cursou História, na UFRJ, e Letras, na PUC-Rio. É autor do romance “Enquanto os dentes” (Todavia, 2017), semifinalista do Prêmio Oceanos e finalista do Prêmio São Paulo de Literatura.

Ana Maria Rodrigues Oliveira nasceu a 17 de Fevereiro de 1960, em Portugal, no Alto Alentejo no distrito de Portalegre e concelho de Castelo de Vide.

Antes de completar um ano de idade veio com os pais viver para a zona de Cascais e aí tem vivido desde então.

Em 1986 finalizou a licenciatura em Filosofia na Faculdade de Ciências sociais e humanas de Lisboa. Licenciatura que lhe permitiu dar aulas de filosofia durante alguns anos.

Edita o seu primeiro livro de poesia em 2008 através da Corpos Editora “Grito de liberdade”. Este livro é uma forma de partilhar emoções e vivências, encarando a poesia como uma catarse. Dedica este livro a todas as mulheres, pela luta e determinação com que enfrentam as adversidades de uma sociedade que ainda manipula e escraviza.

Itamar Vieira Junior nasceu em Salvador. É autor da coletânea de contos “A oração do carrasco” (2017), finalista do Prêmio Jabuti de Literatura. Tem contos traduzidos e publicados em revistas especializadas na França e EUA. Seu mais recente trabalho é o romance “Torto Arado”, vencedor do prestigiado Prêmio LeYa 2018.

*João Meirelles  Filho, 58 anos, é escritor e ativista socioambiental. Nascido em São Paulo, SP,  há 14 anos, vive em Belém, Pará, Amazônia. Como escritor, é autor de 17 livros, com destaque para “O Abridor de Letras”, Record, 2017 (Prêmio SESC de Literatura – Contos); e ensaios sobre a Amazônia, como “Grandes Expedições à Amazônia Brasileira”, 2 vol. Editora Metalivros (2009 e 2011); e “Livro de Ouro da Amazônia” (Ediouro, 2004). Como ativista socioambiental, há 33 anos atua no terceiro setor, 20 dos quais à frente do Instituto Peabiru, organização que trabalha nos nove estados da Amazônia Brasileira.

1 / 4

Please reload

O    A P L I C A T I V O    D O S    S O N H O S por Carlos Felipe Moisés

 

Nueva Etapa de la revista La Pecera

que inició su recorrido durante la crisis argentina del 2001 hasta el año 2009, en que dejó de publicarse en papel , hasta 2016,  en que reaparece con el Nro 15.

 "Ningún pez es demasiado raro para tu pecera" es el lema de la revista, inspirado en la conocida novela de D. H. Lawrence, señalando la heterogeneidad de contenidos y lenguajes. Y también, una apuesta por autores, poéticas y pensamientos a contrapelo.

La PECERA.ne

ISSN 1666-8782

Fundada en Mar del Plata, otoño de 2001 © Editorial Martín y O. Picardo

DIRECTORES:

Osvaldo Picardo  y  Héctor Freire.

© 2016 Big Fish para La Pecera. Creado con Wix.com 

lapeceralibros@gmail.com

DIRECCIÓN POSTAL: Av. Pueyrredón 2387  5º Piso.  (1119) Capital Federal